CLÁUDIA DE OLIVEIRA

Localização: Gare do Oriente (Parque das Nações) e
Vip Grand Lisboa Hotel & Spa (Campo Pequeno)
Convidada: Cláudia de Oliveira
Editora de vídeo by day e VJ by night. Enquanto motion designer, criadora essencialmente de conteúdos para projecções de videomapping e vjing.
Menina ou Moça?
Menina de dia e moça de noite (não confundir com moça da noite!)


Processed with VSCO with c1 preset

Se isto fosse o teu perfil numa rede social, qual era o ‘sobre’ da Cláudia de Oliveira?
Provavelmente seria uma extensa página em branco… uma vez que não sou muito dada a redes sociais nem, tão pouco, a falar ‘sobre’ mim.

Processed with VSCO with c1 preset

O que andas actualmente a fazer por Lisboa?
A exercer o meu trabalho como freelancer e a incorporar os vários projectos das produtoras com que trabalho mais frequentemente.
A abraçar a noite Lisboeta de uma forma muito diferente da maioria dos alfacinhas.
A fazer aquilo que gosto e a viver a vida “48h por dia”. Lisboa acarinhou o meu maior vício e é por isso que os meus amigos me chamam de ‘workaholic’, mas como já li por aí “When you’re happy, you find pure joy in your life. There are no regrets in this state of happiness – and that’s a goal worth striving for in all areas of your life.”

Processed with VSCO with c1 preset

Processed with VSCO with c1 preset

Qual o projecto profissional de que te orgulhas mais?
Pfff, isso é quase a mesma coisa que me perguntares qual a minha música preferida num albúm de NIN…esquece! Está claro que não te vou conseguir apontar um só projecto (provavelmente fruto de gostar demasiado daquilo que faço) o que me leva a concluir que é o meu trajecto profissional e os projectos que tive a oportunidade de concretizar ao longo dele que me dão realmente orgulho.

Processed with VSCO with c1 preset

Um piropo a Lisboa.
Lisboa, Lisboa, perco-me em ti e o tempo voa.

Processed with VSCO with c1 preset

Um lugar especial da cidade com uma história.
Assim de repente, terei que dizer o Parque das Nações. A verdade é que a música sempre teve um papel muito importante na minha vida (foi, inclusivé, uma das razões pela qual segui este caminho profissional, o meio em que comecei a trabalhar) e nos meus tempos de teenager passei lá muitos e bons momentos a ver concertos pelos palcos que persistiram durante e algum tempo após a Expo98, bem como no Pavilhão Atlântico. Foi por lá que vi algumas das minhas bandas favoritas da altura, resgatando por isso um lugarzinho especial no meu coração. Mas não é o único motivo que me faz acarinhar esse lugar visto que, mais tarde, acabou por ser também o lugar onde iniciei o meu percurso profissional nesta área e onde conheci a maioria das pessoas com quem ainda trabalho hoje em dia.

Processed with VSCO with c1 preset

No entanto, houve outro lugar em Lisboa que marcou também a mais tenra fase da minha existência. Enquanto gaiata a viver na ‘Margem Cool’ sempre que conseguia fugir para a capital era para passar os meus dias perdida na enorme loja da Virgin Megastore dos Restauradores (ou era eu que ainda era muito pequena e ela assim me parecia) a comprar CD’s, livros e bilhetes para concertos (sempre aos pares porque ainda não tinha idade para os ir ver sozinha). Essa loja acabou por fechar… para dar lugar à Loja do Cidadão que por sua vez também encerrou para dar lugar a…bem, nada. Um espaço brutal que está ali agora ao abandono… mas para mim será sempre aquele lugar mágico onde me perdia, horas a fio, e de onde saía sempre de saquinho na mão e um brilho nos olhos.

Processed with VSCO with c1 preset

Um roteiro para o dia perfeito na cidade.
Para mim, um dia perfeito, em Lisboa como em qualquer lugar, é definido mais por quem te acompanha do que propriamente pelo trajecto que defines. Posto isto, em boa companhia qualquer roteiro é perfeito!

Processed with VSCO with c1 preset

Um tasco, uma tasca, um boteco ou um botequim.
Não conhecendo bem esses termos, não sei se poderá ser considerado alguma dessas coisas, mas acho que se pode enquadrar na secção de botecos ou botequins: Ginjinha do Carmo.

Um link que valha a pena fazer um clique.
Como, quando clica um português, clica logo em dois ou três, aqui vai (e, como não podia deixar de ser, são links para páginas de colectivos com quem trabalho):
http://www.oskar-gaspar.com – colectivo de artes visuais e profissionais de multimedia, epecializado nas áreas de video mapping, projecção 3D e stage design.
http://www.droidid.net – colectivo audiovisual que faz filmes, videoclips, documentários, séries de TV, SFX, animação 2D e 3D e Vjing (o site em sim está ’em obras’ mas tem lá os links para os respectivos canais de Youtube, Vimeo e Facebook)
http://www.postunited.tv – estúdio de VFX e pós-produção.
O link para o meu site não dou porque ainda não está pronto. Mas como entretanto vou tentando ‘uploadar’ no vimeo alguns dos meus trabalhos, ainda que por enquanto só lá estejam uma meia dúzia dos mais recentes vídeos que fiz, fica a dica – https://vimeo.com/claudiadeoliveira.

Processed with VSCO with a5 preset

Um evento ou um espectáculo imperdível.
Há vários mas, como não posso revelar ainda todos, aqui ficam dois (claro que são tudo eventos onde estou a trabalhar porque, hoje em dia é muito raro ir a um evento onde isso não aconteça…)
Já no próximo dia 5 de Março, LXM10.7, que é basicamente o 7º evento a decorrer aquando da celebração dos 10 anos da produtora onde sou VJ residente: a LxMusic e onde actuo sob o pseudónimo de PixeL.X. Ao contrário dos 6 eventos comemorativos anteriores que trouxeram grandes nomes internacionais como Dubfire, Tale Of Us, Boris Brejcha, Pan-Pot, Stephan Hinz, etc, com os quais tive o prazer e privilégio de trabalhar, este evento é num registo mais privado, em secret location a anunciar, e conta com as actuações de todo o roster de artistas LXM.

Processed with VSCO with c1 preset

No dia 15 de Abril, o 9º aniversário da Therapy Sessions Portugal, hosted by Yellow Stripe e Kalimodjo, onde vou estar mais uma vez a fazer vjing. A Kalimodjo é mais uma das produtoras nacionais com que tenho tido a oportunidade de ter vindo a trabalhar ao longo dos últimos anos, como VJ e também, como editora de vídeo. É uma empresa constituída por jovens profissionais, já premiados internacionalmente, tendo inclusivé, vencido o COWS ON PATROL DRUM & BASS AWARDS de melhor produtora.

Processed with VSCO with c1 preset

E para finalizar, mesmo estando a uns mesinhos de distância, é impossível não recomendar o Boom Festival 2016, a decorrer de 11 a 18 de Agosto, onde vou estar a trabalhar com a equipa de videomapping, a Oskar&Gaspar (que já referenciei acima e que tenho a certeza que já foram fazer um clique).
E se quiserem manter-se mais informados de próximas datas, é visitarem o meu facebook https://www.facebook.com/ClaudiaDeOliveira.Claw porque acabo sempre por (ou pelo menos tento) promover por lá aqueles que acho mais relevantes.

Processed with VSCO with c1 preset

Um sonho a realizar em 2016?
Ter a coragem para realizar os sonhos que ainda não realizei.

Apresenta uma outra Menina ou Moça de que Lisboa vai ouvir falar.
Ana Gomes. Ela é uma excelente digital artist, ultra-talentosa artista 2D/3D e faz parte de um dos colectivos com quem tenho o prazer de coolaborar profissionalmente, a Post-United.

Processed with VSCO with hb1 preset

Três segredos sobre ti.
1. Aos 6 anos de idade pude escolher o meu próprio nome.
2. O meu carro cheira sempre a morango ou frutos vermelhos (porque é vermelho).
3. Faço todas as back vocals de um cd de uma lenda do Rock português.

Processed with VSCO with c1 preset

Quase a terminar, um clássico: que pergunta faltou fazer?
– “Que idade tens?” – Oh Nuno, isso não se pergunta a uma menina, quanto mais a uma moça!

Qual das fotos da sessão usarias como imagem de perfil?

Processed with VSCO with c1 preset

 

Lisboa, Fevereiro 2016.

Agradecimentos Sessão Gare: Hair by Ramona Wip Hairport.
Agradecimentos sessão hotel: VIP Grand Lisboa Hotel & SPA
Hair by Pedro Plastic Wip Hairport.
Makeup by Guilherme Gamito

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail