MIA TOMÉ

Zona da sessão: Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema
Convidada: Mia Tomé
Actriz. Ora cinema. Ora teatro. Também escrevo coisas.
Menina ou Moça?
Menina de 94.


Processed with VSCO with c1 preset

Se isto fosse o teu perfil numa rede social, qual era o ‘sobre’ da Mia Tomé?
1,69m de ansiedade e insónias crónicas, já pensei em enviar o CV para Gotham, talvez precisem de alguém para trabalhar lá à noite.

Processed with VSCO with c1 preset

O que andas actualmente a fazer por Lisboa?
Em diálogos, entre Herberto e Al berto, estou neste momento envolvida no projecto “A máquina de emaranhar paisagens”, encenado e interpretado pelo Dinarte Branco, um espetáculo a partir de poemas do Herberto Hélder (estreia dia 25 de outubro, no Teatro da Cornucópia). Estou também a preparar-me para ‘ir dar um pulinho’ no novo filme do Vicente Alves do Ó, o “AL BERTO”. No meio disto estou a desenvolver a minha tese de mestrado, na faculdade de Belas Artes, ando em dissertações sobre cinema e educação.

Processed with VSCO with c1 preset

Processed with VSCO with c1 preset

Qual o projecto profissional de que te orgulhas mais?
Não sei se lhe chame orgulho, é mais sobre entusiasmo ou gratidão, a peça que escrevi, a “Pensão Glória”, para o laboratório de escrita do Teatro Nacional D. Maria II (vai ser editada agora em Dezembro). Não pelo resultado final, mas pelo processo em si, conheci pessoas fantásticas. A maravilhosa Lígia Soares, a Joana Bértholo – mulheres por quem tenho uma admiração profunda – o Daniel Gamito Marques ou o Frederico Baptista do Público, que nos acompanhou e registou tudo durante nove meses. Juntos, criámos um diálogo e uma dinâmica de grupo invejável. Fomos em residência artística para o “Espaço do Tempo”, foram dias inteiros a escrever a ler e a discutir os textos de cada um, foi um processo que resultou em pleno e que me enriqueceu.
Se existe algum orgulho, vem do facto de ter ganho coragem de mostrar o que escrevia. Foi mais ou menos como atravessar sozinha o atlântico de avião, custou mas foi.

Processed with VSCO with c1 preset

Porquê a escolha da Cinemateca para a sessão?
Sinto-me sempre bem por lá.
Somos uns sortudos em ter esta estrutura na cidade. Basicamente, pago 2,15 euros para ver projeções em 35mm numa sala com óptimas condições. É um luxo pagar esse preço para ver cinema assim.

Processed with VSCO with c1 preset

Um piropo a Lisboa (aqui ainda se pode).
Oh Lisboa! Tirava-te o foco!

Processed with VSCO with c1 preset

Um lugar especial da cidade com uma pequena história.
Estava na Rua de Poiais de S. Bento, perto da assembleia, com um amigo, íamos lanchar pelo Largo Camões e estávamos a pé. Passou o eléctrico, que parou na paragem, o meu amigo começou a correr e subiu para o lugar à pendura, o eléctrico começou a andar, mas ele não saltou, disse apenas para me despachar e subir com ele. Obviamente que eu não ia andar à pendura, estava de vestido e ainda podia cair (foi o que eu pensei). O eléctrico começou a ganhar velocidade e o meu amigo não desceu, só gritou qualquer coisa como “é melhor correres e dares me a mão”. Corri e dei-lhe a mão. E pronto lá fomos de boleia os dois pendurados no eléctrico, fui a viagem toda a rir, só estava a imaginar a minha figura de matrafona em pânico a saltar.

Processed with VSCO with c1 preset

Processed with VSCO with c1 preset

Um roteiro para o dia perfeito na cidade?
Um almoço tardio por Santa Apolónia, a devorar aquelas pizzas fantásticas do Casanova. Uma caminhada junto ao rio com dois dedos de conversa da boa, no meio daquela luz bonita de fim de dia, parar num dos quiosques para beber um refresco, ou um vinho quente (dependendo da estação). Pela noite dentro, sugiro um copo no Foxtrot, onde se ouve boa música e parece que andaste umas boas décadas para trás, depois disto, seja o que Sto. António quiser.

Um tasco, uma tasca, um boteco ou um botequim.
Sabes… eu é mais bolos acho que arrisco a Sacolinha, aqueles croissants açucarados!

Processed with VSCO with c1 preset

Processed with VSCO with c1 preset

Um (ou outro) link que valha a pena fazer um clique.
Até tenho amigos que são! – O podcast do Rodrigo B. Nogueira.
https://www.mixcloud.com/atetenhoamigosquesao/

Processed with VSCO with c1 preset
Processed with VSCO with c1 preset

Um evento ou um espectáculo imperdível.
O Ornitólogo do João Pedro Rodrigues, estou muito curiosa para ver.

Um sonho a realizar em 2017?
Buenos Aires.

Processed with VSCO with c1 preset

Três segredos sobre ti.
– Sou alérgica ao Brufen.
– Comecei a fumar porque queria parecer-me com a Bette Davis.
– Às vezes durante a noite, levanto-me para comer manteiga de amendoim à colher.

Processed with VSCO with c1 preset

Apresenta uma outra Menina ou Moça de que Lisboa vai ouvir falar.
(Lisboa já ouve falar dela) A realizadora Leonor Noivo!

Quase a terminar, um clássico: que pergunta faltou fazer?
Qual é que seria o papel da tua vida? Uma pistoleira num western de 1959 ao lado do Kirk Douglas!

Processed with VSCO with c1 preset

Qual das fotos da sessão usarias como imagem de perfil?

miatome_perfil
Lisboa, Outubro 2016.

Agradecimentos:
Cinemateca Portuguesa
Tiago Loureiro – A playground by Banda
Manuel Mozos

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail